Reciclagem do plástico: qual a importância e em que se transforma o material reciclado?

1


22 Nov - 2019

Reciclagem do plástico: qual a importância e em que se transforma o material reciclado?

Os impactos ambientais negativos causados pelas ações do homem são cada vez mais evidentes e estão diretamente relacionados com o aumento crescente do consumo exagerado de bens materiais e a produção constante de lixo. Em vista disso, muitas alternativas têm sido criadas para reduzir a degradação do meio ambiente e reverter a destruição acelerada do ecossistema, sendo a mais importante delas a reciclagem. Neste artigo vamos discorrer sobre a importância dessa prática em relação ao plástico e mostrar as diversas possibilidades de transformação desse material quando reciclado. Confira!

A importância da reciclagem

A reciclagem de materiais trata-se do processo de transformação de resíduos em novos materiais, reintroduzindo-os no ciclo produtivo, ou seja, reaproveitar a matéria que não possui mais utilidade e transformá-la em novos insumos.

Devido à grande quantidade de lixo gerado todos os dias no mundo inteiro, a reciclagem deve ser tratada como medida básica e obrigatória para melhorar a qualidade de vida e resgatar o meio ambiente do declínio destrutivo em que se encontra. Parece radical, mas é necessário criar uma consciência intolerante a práticas que impactem o meio ambiente negativamente.

Reciclagem do plástico

Quando falamos em plástico, a primeira questão que aparece na mente de muitas pessoas é o efeito nocivo causado pelo descarte incorreto do material, principalmente para a vida marinha que sofre um impacto destrutivo gigantesco devido ao despejo desenfreado de lixo nos mares. Mas este é um primeiro pensamento equivocado, por isso é importante entender que o plástico é um material com grande potencial de reaproveitamento e, portanto, a poluição causada por ele é responsabilidade da sociedade que não realiza seu descarte corretamente, pois essa matéria pode ser reciclada diversas vezes e suas possibilidades de transformação são infinitas!

Processo de reciclagem

A reciclagem do plástico consiste basicamente em três processos, sendo eles a coleta e separação dos resíduos de acordo com o material, revalorização (fase na qual o material separado passa por um procedimento que possibilita transformá-lo novamente em matéria-prima) e transformação (fase que o material transformado em matéria-prima gera um novo produto).

A partir desses processos básicos, existem três caminhos possíveis para a reciclagem do plástico:

Reciclagem mecânica: os plásticos coletados e separados, minuciosamente, são transformados em pequenos grânulos, que serão utilizados na produção de diversos materiais, como pisos, embalagens (não alimentícias), mangueiras, sacos de lixo, etc.

Reciclagem química: esse é um modelo mais elaborado que o anterior, que consiste em reprocessar os plásticos para transformá-los em materiais petroquímicos básicos, que servem de matéria-prima para produção de produtos de alta qualidade.
 
Reciclagem energética: é a tecnologia que faz a reciclagem de plástico através da sua transformação em energia térmica e elétrica, por meio da incineração, que permite o aproveitamento do poder calorífico armazenado nos plásticos. Esse tipo de reciclagem também permite que o plástico seja aproveitado como combustível.

Em quais produtos o plástico pode se transformar?

Dependendo do tipo de resina adquirida na reciclagem, é possível transformar o plástico em uma variedade muito grande de materiais. Veja alguns exemplos:
PET: fibras para carpete, tecidos, vassouras, embalagens de produtos de limpeza, entre outros.

PEAD: frascos para produtos de limpeza, óleo para motor, tubulações de esgoto, cones de tráfego, etc.

PVC: mangueiras, cabos, etc.

PEBD/PELBD: envelopes, filmes, sacos em geral, tubulações para irrigação, etc.

PP: Caixas e cabos para bateria de carro, vassouras, escovas, funil para óleo, caixas, bandejas.

PS: placas para isolamento térmico, acessório para escritório, bandejas, etc.

Outros: madeira plástica, reciclagem energética, etc.

Conclusão
Apenas 20% dos resíduos plásticos produzidos no Brasil são encaminhados para reciclagem, uma porcentagem pequena em comparação aos outros 80% desprezados e descartados irresponsavelmente no meio ambiente. Mas nós podemos mudar essa realidade se repensarmos nossos hábitos de consumo e praticarmos o reaproveitamento de materiais recicláveis. A Piramidal é parceira de diversos projetos que incentivam a conscientização ambiental (conheça alguns na página de destaques do nosso site), e acredita em um mundo melhor e mais sustentável a partir de práticas conscientes, pois, juntos, podemos transformar a realidade e criar um futuro melhor para todos.
 
Texto extraído do Blog Piramidal https://www.piramidal.com.br/blog/
Fontes: Mamplast e eCycle
Fotos: Divulgação Piramidal